ANPEC 1995 - Q3

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

ANPEC 1995 - Q3

Mensagem por temujin em Sab Mar 30, 2013 8:54 pm

Um consumidor tem uma função utilidade U=XA.XB (em que XA e XB são as quantidades consumidas de A e B) e uma dotação inicial de X'A = 2 e X'B = 1 . Considerando que os preços desses bens são dados e iguais a 1, pode-se afirmar que:

(0) Se não puder transacionar os bens que possui como dotação inicial, o consumidor estará em situação pior do que aquela em que estaria caso pudesse fazê-lo aos preços de mercado.

V. Podemos escrever a dotação (renda) como .

No ótimo,

Se puder transacionar a utilidade será 1,5*1,5=2,25. Se não puder, será de 2*1=2.



(1) Sob a hipótese de livre negociação, o consumidor preferirá vender parte de sua dotação de B para adquirir uma quantidade adicional de A.

F. Ele vende A para consumir mais B.

(2) Sob a hipótese de livre negociação, caso o preço de A se reduza, o consumidor ficará em situação pior que a inicial (quando os dois preços eram iguais à unidade).

V. Sua dotação perde valor, o que equivale a uma redução na renda.

(3) Ainda sob a hipótese de livre negociação, quaisquer que sejam os preços, as quantidades desejadas dos dois bens serão sempre iguais.

F. Numa Cobb-Douglas a fração renda gasta em cada bem é constante (dada pelos parâmetros), mas a qtde. demandada depende dos preços.
avatar
temujin

Mensagens : 397
Data de inscrição : 10/03/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum