ANPEC 1995 - Q15

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

ANPEC 1995 - Q15

Mensagem por temujin em Qui Jun 27, 2013 6:23 pm

A respeito da teoria do bem-estar social, pode-se afirmar que:

(0) Pelo critério de Pareto, uma mudança na alocação de bens que melhore a posição de n - 1 indivíduos, mas deixe inalterada a situação do n-ésimo, não pode ser considerada uma melhora do ponto de vista social.

F. Uma melhoria de Pareto ocorre quando algum indivíduo melhora sem piorar a situação de outro.

(1) Se um equilíbrio com certo nível de emprego é ótimo no sentido de Pareto, o mesmo será preferível a qualquer situação em que o nível de emprego seja menor.

F. De novo, mesma questão. Uma situação em que um dos agentes fique com dotação zero é Pareto-eficiente mas não é preferível para este agente.

(2) Quando todos os membros da sociedade têm as mesmas preferências, uma função de bem-estar social não implica necessariamente juízo de valor sobre a posição relativa de cada um.

V. Quando todos têm as mesmas preferências, a posição relativa de cada um depende da utilidade marginal da renda. É o multiplicador de Lagrange da maximização de bem-estar social.

(3) A função bem-estar social é definida pela soma das funções utilidade de todos os membros da sociedade.

F. Este é um critério, o critério utilitarista.
avatar
temujin

Mensagens : 397
Data de inscrição : 10/03/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum